sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Compras: Mel de Manuka/ Shopping: Manuka Honey

Ainda das compras feita em Inglaterra. Encontrei por lá este mel que nunca tinha visto. Pesquisei e não é que tem propriedades que os outros não tem?!

Este mel é única e exclusivamente produzido na Nova Zelândia e tem a sua origem na flor de Manuka. É esta flor que vai dar propriedades únicas ao mel. Este quando utilizado localmente pode beneficiar o tratamento de infecções da pele, cortes, queimaduras, picadas de insectos, entre outros. Quando utilizado via oral ajuda no combate à dor de garganta, úlceras, gastrites e amigdalites.

Confesso que não quero mais nada, logo que me dói a garganta como uma colher e passa logo. Só é pena o preço, um pouco elevado, mas vale a pena investir num frasco de vez em quando (se passarem por Inglaterra aproveitem para passar na Holland & Barret que é mais acessível [lembrem-se de me dizer alguma coisa que aproveito a boleia]).

Aqui em Portugal podem encontrá-lo no Celeiro e em outras lojas de produtos alternativos/naturais/bio.




___________________________________________________English Version


Still from de shopping I made in England.

Found this honey that I have never seen before. I researched and I have concluded that it has properties that others do not have.

This honey is unique and exclusively produced in New Zealand and it has is origin in the flower of Manuka. It is this flower that will give the unique properties to the honey.

When used locally it can benefit the treatment of skin infections, cuts, burns, insect bites, amog others. When used orally it helps treating the soar throats, ulcers, gastritis and tonsillitis.

I confess that i don't want anything else, everytime my throat hurts I eat a spoon full of honey and off it goes. It´s a shame the price, bit high, but it's worth investing in a jar from time to time (if you stop in England go to Holland & Barret where is more affordable [remeber to tell me something and I will take advantage of the "ride"])

Here in Portugal you can find it in Celeiro or  other alternive/natural/bio stores.





terça-feira, 26 de setembro de 2017

Tosta de Abacate e Pera Rocha em Pão Lêvedo/ Avocado and Pear Toast in Pão Lêvedo

Eu sei!! Mais uma tosta!! É rápido de fazer o que é que querem?!

Desta vez inspirei-me numas que vi na internet e decidi utilizar a nossa pêra rocha. Eu, confesso, não sou apreciadora, mas assim vai bem.
Experimentem e depois digam-me se concordam!


Ingredientes:
(serve 2 porções)
  • 1 pão lêvedo cortado em dois
  • 2 fatias de queijo (eu só tinha flamengo, mas se tiverem de cabra, deve ficar ainda melhor)
  • 1 abacate
  • Sumo de meia lima
  • Pimenta preta e sal para temperar
  • Nozes picadas (opcional)

Preparação:

Como sempre, comecem por tostar o pão, neste caso tenham atenção, não o torrem muito senão vão ter dificuldade em cortar no prato. Ponham uma ou duas fatias de queijo em cada metade e reservem.

Cortem o abacate ao meio, retirem o caroço e tirem a polpa para uma taça. Juntem o sumo de lima e esmaguem o abacate, temperem com sal e pimenta preta - acrescentem mais sumo de lima se acharem necessário. Disponham o preparado em cima do queijo.

Cortem a pêra em  quatro e retirem o caroço, fatiem-na finamente (eu não a descasquei, mas podem-no fazer), disponham por cima do abacate, temperem com pimenta preta. Finalizem com as nozes picadas.



____________________________________________________English Version

I know!! Another toast !! It´s quick to, do what you want more ?!
This time I was inspired by the ones I saw on the internet and decided to use our pear (pêra rocha). I confess, am not fond of pear, but like this is fine. Try it and then tell me!


Ingredients:

(2 Servings)


Directions:

As always, start by toasting the bread. Put one or two slices of cheese in each half and set aside.

Cut the avocado in half, remove the lump and put the pulp in a bowl. Add the lime juice and crush the avocado with a fork, season with salt and black pepper - add more lime juice if necessary. Put it on top of the cheese.

Cut the pear into four pieces and remove the seeds, slice it finely (I have not peeled it, but you can if you want to), put it over the avocado, season with black pepper. Finish with the chopped walnuts.

Enjoy!!





sábado, 23 de setembro de 2017

Escapadinhas de Fim-de-semana: Fofos de Belas/ Weekend Getaway: Fofos de Belas


Venho iniciar uma nova rubrica aqui no blog. Quero a dar a conhecer o melhor de Portugal. Aquelas pequenas coisas que não precisamos de ser milionários para poder usufruir ou experimentar, e que às vezes passam despercebidas.


Começo com os famosos FOFOS DE BELAS. Eu fiquei a conhece-los hoje e confesso que adorei. A ideia veio da minha amiga L. que ficou pasma porque eu não conhecia esta iguaria (juro nunca, mas nunca, tinha comido). Como o nome indica são mesmo fofos e são de Belas. 

O espaço é uma tasquinha típica portuguesa, simples mas funcional. A empregada é de uma simpatia pura e pronta a ajudar e esclarecer.
Ao que parece a receita destas maravilhas nunca foi alterada desde que a sua criadora a começou a fazer. A fábrica continua a "bombar" e está na família à quatro gerações, sendo que não vendem para mais lado nenhum e a receita está no segredo dos Deuses.

Vamos ao que interessa. O que são fofos de belas?! São pequenos pães de ló recheados com creme (receita segredo) e polvilhados de açúcar. Não só a receita se manteve inalterável ao longo dos anos, como o próprio forno a lenha onde são cozidos ainda é o original.

Não se esqueçam de os provar com um Favaito ou copo de Moscatel. 

Para apreciar num belo Sábado à tarde.

_________________________________________________________English Version

I am going to start a new heading here at the blog. I want to talk about the best that is made in Portugal. Those little things that we do not need to be millionaires to enjoy or experience, and that sometimes go unnoticed.



I start with the famous FOFOS DE BELAS. I got to know them today and I confess that I loved it. The idea came from my friend L., who was amazed with me because I have never tried this delicacy (I swear, I never, but never, had eaten, since today). As the name implies, they are fluflly and they are made in a town called Belas.
The space is a typical Portuguese tasca, simple but functional. The maid was pure sympathy ans ready to help and clarify.

It seems the recipe for these wonders has never been altered since it's creator started it. The factory continues to make them and is in the family for four generations, being the only producer en the whole country of Fofos de Belas.



Lets got to what matters. What are Fofos de Belas? They are small sponge cakes stuffed with cream (secret recipe) and sprinkled with sugar. Not only has the recipe remained unchanged over the years, as the wood-fired oven itself, where they cook, is still the original one.

Don't forget to try them with a glasse of Favaito or Moscatel Wine.

Enjoy it in a beautiful Saturday afternoon.





terça-feira, 19 de setembro de 2017

Livro: The Eat Raw Kitchen / Book: The Eat Raw Kitchen

Compras de Inglaterra

Livroooos ahah

Take 2 :D

_______________________________________________________English Version

Purchases from England

Booooooks ahah

Take 2 :D






sábado, 16 de setembro de 2017

Livro: Make Your own Rules Cookbook / Book: Make Your own Rules Cookbook

Mais algumas compras de Inglaterra :) 

Take 1

___________________________________________________English Version


Some more purchases from England :)

Take 1 







quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Para a cozinha: Máquina de Waffles -» Waffles de Alfarroba / For the Kitchen: Waffles Machine - » Carob Waffles

Já à muito tempo que queria uma destas máquinas. 
O trato foi simples, se comprar uma de waffles compro também uma de donuts para o M. Dito e feito. Máquinas garantidas ahah 
Falta experimentar a de donuts, em breve claro. Por enquanto divirto-me com esta.

Adorei o resultado, apesar de ter estragado alguma massa. Os waffles ficaram maravilhosos. Os próximos que fizer, farei uma quantidade extra para congelar e assim ter sempre à mão, para quando a vontade de sair da cama para fazer algo não chega (esses dias vão chegar = dias de frio, mas não vamos pensar nisso, ainda falta).

Ingredientes:
(Serve cerca 6 waffles)

--Receita Base--
  • 140 gr de Farinha
  • 70 gr de Açúcar Amarelo
  • 100 gr de Manteiga 
  • 1 colher de café de Fermento em pó
  • 3 Ovos
  • 1 Colher de Sobremesa de Essência de Baunilha
  • 1 pitada de Sal
  • 4 colheres de Sopa de Leite de Amêndoa (ou outro)

  • 2 Colheres de Sopa de Farinha de Alfarroba

Preparação:


Começar por bater a manteiga com o açúcar, juntar a essência de baunilha, e as gemas. Bater até derreter o açúcar.

Peneirar a farinha. Bater as claras em castelo firme, com a pitada de sal.

Juntar o leite à mistura de manteiga e açúcar, ir ajuntando aos poucos o ingredientes sólidos: a farinha peneirada, o fermento, a farinha de alfarroba. Finalizar com as claras batidas em castelo, misturar tudo de forma homogénea.

Para os fazer usando a máquina, sigam as instruções do fabricante, ou então, utilizem formas próprias, nesse caso, basta distribuir a mistura e levar ao forno.


Quando estiverem prontos, polvilhem com canela e sirvam.


___________________________________________________English Version

I wanted, already for a long time, this machine. 

The bargain was simple. If I buy the waffles machine for me, I also needed to buy the donuts machine for M. Said and Done. Machines guaranteed ahah

I still need to try the donuts one, hope it will be soon enough.

I have loved the result from the waffles, although I have spoiled some of the mixture, the waffles were wonderful. So fluffly. Mnham. Next time I will do extra to freeze and then I will have always waffles at hand.


Ingredients:

(Serves about 6 waffles)

--Basic Recipe--
  • 140 gr of Flour
  • 70 gr of yellow Sugar
  • 100 gr Butter
  • 1 Teaspoon of Baking Powder
  • 3 eggs
  • 1 tablespoon Vanilla Essence
  • 1 pinch of Salt
  • 4 tablespoons Almond Milk (or other)

  • 2 Tablespooms of Carob Flour


Directions:

Begin with mixing the butter with the sugar, add the vanilla essence, and the yolks. Beat until the sugar melts.

Sift the flour. Beat the withes in a firma castle with a pinch of salt.

Add the milk to the butter and sugar mixture, gradually add the solid ingredients: the sifted flour, the yeast, the carob flour. 

Finish with the beatten egg withes, mixing everything in a homogeneous way.

To make dthem using the machine just follow the manufacturer's instructions, or else, use their own oven forms. In this case, just distribute the mixture and take it to the oven.

When ready, sprinkle with cinnamon and serve.





Origem: http://www.enchantingquotes.com/coislomavi.html


sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Tosta de Abacate em Pão Alemão / Avocado Toast in German Bread

E não é que já estou em casa?! Que bom que é voltar aos nossos trapos e tarecos habituais. Não há nada melhor que o nosso país e é bem verdade. 

Adorei a experiência e não me arrependo de nada, voltaria a fazê-lo sem dúvida nenhuma. Mas, aqui é que eu estou bem.

Infelizmente venho um pouco magoada dos meus pulsos (com duas belas tendinites) e estou um pouco limitada na cozinha (já tentei, não dá mesmo!), mas uma pessoa tem de comer e há coisas que não puxam muito pelo uso dos pulsos. Uma bela tosta de abacate é uma delas, e eu já andava morta de saudades de um abacate.

Este petisco é a coisa mais rápida de se fazer e é muitas vezes o jantar cá por casa. Por Lisboa são muitos os sitios onde se podem deliciar com uma destas "meninas". Aproveitem e façam-na em casa. =)


Ingredientes:
(Serve 2 Tostas)

  • 2 fatias de pão Alemão 
  • 1 Abacate maduro
  • Cebola Liofilizada a Gosto (podem comprá-la no Lidl, é tãããoo boa!!)
  • Azeite virgem
  • Sal e pimenta preta a gosto
  • 2 ovos 
Preparação:

Comecem por tostar o pão na torradeira, retirem-no da torradeira e reguem com um fio de azeite.

Cortem o abacate ao meio, retirem o caroço, cortem cada metade em fatias finas e disponham cada metade em cada fatia de pão, temperem a gosto.

Fritem dois ovos, temperem-nos a gosto e disponham-nos em cima do ovo estrelado.

Finalizem com cebola liofilizada por cima. Sirvam =)


__________________________________________________English Version


I am Home!! How good it's to come back to our usual rigs and rags? There is nothing better than our home and it's quite true.

I loved the experience and I do not regret anything, I would do it again without a doubt. But it's in my house that I feel myself.

Unfortunately I'm a little hurt from my wrists (with two "beautiful" tendinitis - lucky me) and I'm a bit limited in the kitchen (I've tried, it doens't work really!), but a person has to eat something and there are things that do not make lots of use from the wrists. Like this beautifull avocado toast, and I have been dying for one.

This snack is fastest thing to and it's often dinner in my home. In Lisbon there are many places where you can delight yourself with one of these. But you can easly do it back home. =)

Ingredients:

(Serves 2 toasts)

  • 2 Slices of German Bread
  • 1 Mature Avocado
  • Lyophilized onion (You can buy it on Lidl, it´s sooooo good!!)
  • Virgin Olive oil
  • Salt and Pepper to taste
  • 2 eggs

Preparation:

Begin by toasting the brad in the toaster, remover it from the toaster and season with a small splash of olive oil.

Cut the avocado in half, remove the lump, cut each half in thin slices and arrange each half on each slice of bread, season to taste.

Frie the two eggs in a little bit of olive oil (half a desert spoon of olive oil), season them and lay them on top of the avocado.

Finish with the lyophilized onion on top. 

Serve and enjoy!! =)




terça-feira, 15 de agosto de 2017

Cuscus de couve flôr com vegetais/ Cauliflower couscous with vegetables

É já para a semana que apanho o voo de volta!!!! É verdade vou mais cedo para casa. Que bom!! A única coisa que me stressa é: COMO É QUE EU PONHO TUDO NAS MALAS?! A culpa é minha ninguém me mandou comprar este mundo e o outro. A minha mania de querer trazer algo para toda a gente, e claro, algo (muito) para mim (ahah). Eu quando stresso, como. Por isso, vamos a isso, sim?! Sai cuscuz... de couve flor. Uma receita bem simples e rápida (principalmente se já tiverem a couve flor ralada, como aqui).
Ingredientes:
  • 300 gr de cuscuz de couve flor (aqui vendem já ralada, ai em PT ainda não há esse hábito, basta ralarem a couve flor, dá um pouco mais de trabalho, mas sabe ainda melhor)
  • 1 curgete pequena em cubos pequenos
  • 1 pimento vermelho pequeno em cubos pequenos
  • 1 cenoura pequena em cubos pequenos
  • 3 dentes de alho
  • 2 colheres de sopa de óleo de côco ou azeite
  • sal e pimenta preta para temperar

Preparação:

Começo como sempre - alho e o óleo de coco num wok, deixem alourar. Juntem a curgete, o pimento e a cenoura, coze cerca de 15 minutos (um pouco mais se quiserem os vegetais mais suaves e não tão crocantes). Temperem a gosto com sal e pimenta. Por fim ponham a couve flor, cozam por mais 10 minutos, mexendo sempre, até ficar dourada. Rectifiquem os temperos se necessário. Sirvam e deliciem-se.




__________________________________________________________________English Version

It´s already in the next week that I catch the flight back to Portugal!!!! 

It's true I'm going home early. How nice!! The only thing that stresses me out is: HOW DO I GET EVERYTHING I HAVE IN THE LUGGAGE??!! It's my fault actually, I know! Nobody told me to buy this world and the next one. My stupid habit of bring something to everyone I care about, and of course, something (much) to myself (ahah).

When I stress out I eat. So let´s get to that, okay?! Coming out couscous... of cauliflower. A very simples and quick recipe (especially if you already have the grated cauliflower, like here).





Ingredients:

  • 300 gr of cauliflower couscous (in Portugal they don´t sell it grated, just grate it yourself, gives a little more work, but it tastes even better).
  • 1 smal curgete in small cubes
  • 1 small red pepper in small cubes
  • 1 small carrot in small cubes
  • 3 cloves of garlic, minced
  • 2 tablespoons of coconut oil or olive oil
  • sal and black pepper to season.
Preparation:

Start as always - garlic and coconut oil in a wok, let it brown. Add the curgete, the carrot and the red pepper, cook about 15 minutes (more if you want softest ,and not so crunchy, vegetables). Season with salt and pepper.

Finally put the cauliflower, cook another 10 minutes, stirring constantly, until golden. Rectify the seasonning if necessary. Serve and enjoy yourself.

Cheers.






sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Livro: "Sem Açúcar"/Book: "No Sugar, Desserts and Baking Cookbook"

À muito tempo que queria este livro, muito mesmo. Em Portugal nunca o encontrei e para encomendar pela net ficava um pouco caro. Por isso aqui está ele, direitinho para a minha biblioteca. Mais uma coisa para por na mala. Não sei como mas vai ter de caber tudo. Ahah 


__________________________________________________English Version

I wanted this book very much, and for a very long time. In Portugal I have never found it, and to order on line was a little expensive. So, here he is, straight to my library. One more thing to put in the suitcase. I do not know how I am goint to fit everything. Ahah.


sábado, 5 de agosto de 2017

Bacalhau com Natas (Receita Sem Lactose)/Portuguese Codfish with Cream (Dairy Free Recipe)

Penso que não é a primeira vez que aqui ponha esta receita. Aliás a primeira foi com brócolos e na foi feita na Yammi. Muito boa por acaso.


É um prato tão, mas tão nosso, que não há casa em Portugal em que não seja servido umas quantas vezes por ano. A receita, adaptei-a às minhas necessidades, sem lactose e ligeiramente mais saudável, pois optei por assar as batatas no forno em vez de as fritar como habitual (a minha querida sogra coze-as, também fica bom, e é ainda mais saudável).


Desta vez fiz como agradecimento às minhas queridas C. e M., que têem sido umas óptimas amigas. Não queria vir-me embora sem que elas provassem um pouco do que me dá saudades de casa. Espero que tenham gostado. Foi feito com amor. Ah e um GRANDE OBRIGADO à L. por ter mandado o bacalhau por correio, que rico bacalhau lol. ;)



Ingredientes:

  • 1 kg de batatas cortadas em cubos pequenos
  • 3 a 4 postas de bacalhau demolhado
  • 2 cebolas médias cortadas em rodelas
  • 1 fio de azeite
  • 1 ou 2 colheres de sopa de farinha
  • 3 dentes de alhos picados
  • 1 litro de bebida de arroz ou outra à escolha
  • 1 pacote de natas de arroz ou outras à escolha
  • sal, pimenta preta e noz moscada para temperar
Preparação:


Num panela ponham o bacalhau a cozer com o leite, cerca de 15/20 minutos dependendo da altura das postas. Entretanto, ponham as batatas a assar no forno, com um fio de azeite e um pouco de sal, cerca 30/40 minutos, até estarem crocantes.

Num tacho fundo ponham outro fio de azeite, o alho picado e a cebola à rodelas. Refoguem até a cebola ficar dourada e mole.

Desfiem o bacalhau, mas guardem o leite para mais tarde - vão precisar dele. Acrescentem o bacalhau ao preparado anterior, da cebola e do alho. Deixem apurar por 5 minutos e acrescentem o leite (coem, para tirar alguma espinha que tenha ficado) e a farinha. Mexam e temperem com sal, pimenta e noz moscada. Deixem engrossar.

Por fim acrescentem as batatas assadas. Rectifiquem os temperos e disponham o preparado num tabuleiro de ir ao forno. Por cima espalhem as natas. Levem ao forno, 180º, para gratinar, cerca de 20 minutos.



__________________________________________________English Version


I think I already have putted this recipe here, but it was with broccoli, and it was made in the kitchen robot. Very good by the way.

This dish is so, but so, ours, that there is no house in Portugal, where is not served a few times a year. The recipe, I adpated it to my needs, lactose free and slightly healthier, as I chose to bake the potatoes in the oven isntead of frying them as usual (my dear mother-in-law boil them in water - also good, and even healthier).

This time, I, made it to thank my dear C. and M., who have been great friends. I did not want to leave without them trying a little of what I miss from home. I hope you enjoyed. It was made with love. Oh and a big THANK YOU to L. for sending the cod by post. What a rich cod lol ;)


Ingredients:

  • 1 kg of potatoes cut into small cubes
  • 3 to 4 battered cod pieces (Dried, salty cod - it needs to be soak in water for about 24 hours, before use)
  • 2 medium onions cut into slices
  • 4 tablespoons of olive oil
  • 1 or 2 tablespoons of flour
  • 3 cloves garlic, minced
  • 1 liter of rice drink or other of choice
  • 1 package of rice cream or other of choice
  • sal, black pepper and nutmeg to season
Instructions:

In a pan put the cod to cook with the milk, about 15/20 minutes depending on the height of the cod. Meanwhile, put the potatoes to bake in the oven, with a little bit of olive oil and salt, 180º, about 30/40 minutes, until crispy.

In a deep pan add the rest of the olive oil, the chopped garlic and onion. Sauté until the onion is golden and soft.

Shred the cod, but save the milk for later - you will need it. Add the cod to previous mixture of onion and garlic. Let it rinse for 5 minutes and add the milk (leach it first, to get some bones from the fish that has remained), and the flour. Stir and season with salt, pepper and nutmeg. Let thicken.

Finally add the baked potatoes. Rectify the seasonings and put it in a baking tray. Spread the cream on top. Bring to the oven, 180 degrees, for gratin, about 20 minutes.

Enjoy!



terça-feira, 1 de agosto de 2017

Espécie de Caril Vegan, mas sem caril (E, temperar com sacos de chá)/ Kind of Vegan Curry, but without Curry (and seasoning with Tea Bags)

Nós portugueses temos uma grande reputação de "desenrascados" não é verdade?! Eu penso que sim. Aliás gosto de pensar que isso abona a nossa favor. Esta ideia de temperar com sacos de chá vem mesmo daí, do desenrascanço tão típico Tuga.

Na hora de fazer o caril esqueci-me que não estava propriamente em casa, onde tenho todas as especiarias à disposição, e não comprei caril. Trágico (lol), eu sei! Mas não há crise aqui a bela da Tuga desenrascou-se com um belo saquinho de chá de curcuma. E não é que ficou aprovadíssimo?!



Ingredientes:
(Serve 3 porções)

  • 2 dentes de Alho picados
  • 1 pedaço de Gengibre em pedaços (o tamanho vai depender do vosso gosto)
  • 2 Colheres de sopa de Azeite ou óleo de Côco
  • 1 embalagem com mix de Brócolos, Couve Flor e Cenoura (cerca de 350 gr/400gr) já cortados em pedaços
  • 1 Embalagem de Ervilha de Quebrar (cerca de 200 gr)
  • 1 lata de grão escorrida 
  • 1 Lata de leite de côco (200 ml)
  • Sal dos Himalaias, Pimenta Preta para temperar
  • 1 saco de chá de Curcuma (o seu interior, as ervinhas secas, sem fazer o dito chá)
  • 1 saco de chá verde (mais uma vez só as ervas secas)
  • Arroz Basmati para acompanhamento


Preparação

Numa frigideira funda comecem por alourar o alho e o gengibre, com o azeite. Juntem a mistura de brócolos, couve flor e cenoura, deixem cozer cerca de 15 a 20 minutos, mexendo sempre, em lume brando. Acrescentem as ervilhas de quebrar e o grão, coze mais 10 minutos. Juntem os temperos, mexam e acrescentem o leite de côco. Deixem engrossar o molho (cerca de 5 minutos, dependendo do leite de côco que usarem). Rectifiquem os temperos e sirvam com o arroz basmati.



_________________________________________________English Version

We de portuguese people have a reputation of being disencumbered (I am not sure of this translation, because in english it doens't exist a word with the same meaning), is not true? I think so. In fact I like to think that this pays in our favor. This idea of using bags tea to season with tea bags comes exactly from my portuguese roots, the art of "desenrascar", so typically "tuga" (portuguese).

When I started to make the curry, I forgot that I wasn't, properly, in my house, where I have all the spices available, so I noticed that I forgot to buy curry. Tragic (lol), I know! But it doens't matter, the beautiful "tuga" (me) disencumbered herself with one amazing tea bag of tumeric. And it worked so, but so, well.



Ingredients:

  • 2 cloves of garlic, minced
  • 1 piece of ginger, minced (the size will depend of your taste)
  • 2 tablespoons of olive oil or coconut oil
  • 1 package of broccoli, cauliflower and carrot mix (about 350/400 gr), cutted in pieces.
  • 1 package of snow peas or sugarsnaps (about 200 gr)
  • 1 can of chickpeas (drained)
  • 1 can of coconut milk (200 ml)
  • Himalayas salt or other
  • 1 bag of turmeric tea (just the dryed leaves, without putting the water)
  • 1 bag of green tea (the same, just the dried leaves)
  • basmati rice to serve


Instructions:

In a deep frying pan, start to browning the garlic and ginger, with the olive oil. Add the mixture of broccoli, cauliflower and carrot, let it cook about 15 to 20 minutes, stirring constantly, on a low heat. Add the snow peas and the chickpeas cook another 10 minutes. Add the seasonings, stir and add the coconut milk. Let the sauce thicken (about 5 minutes depending on the coconut milk you use). Rectify the seasoning and serve with the basmati rice.

Enjoy.







sexta-feira, 21 de julho de 2017

Compras Supermercado Chinês/ Chinese Supermarket Shopping




Adoro experimentar alimentos novos, por isso ir ao supermercado chinês é sempre uma tentação. Desta vez controlei-me, como podem ver, fui linda e só comprei duas coisinhas.  Ambas muito boas. Em Portugal vou procura-las no Martim Moniz.
Os biscoitos são chamados de "guarda-chuva" pela sua forma, e são de sementes de sésamo. São bastante bons o único senão é a utilização de óleo de palma, por isso, comer com moderação, de preferência.
E a sopa de miso, também muito boa, bem levezinha mas com imenso sabor.



_________________________________________________English Version


I love to experiment new food, so going to the chinese supermerkat it's a temptation. This time I controlled myself, as you can see, I was a beautiful girl and I just bought two things. Both very good. I will try to get them in Portugal, in Martim Moniz.


The biscuits are called umbrella biscuits because of there shape, and they have sesame seeds. They are very good, the only drawback is the use of palm oil, so eat, preferably, with moderation.
And the miso soup, also very good, very light but with a lot of flavour.







quinta-feira, 20 de julho de 2017

Cafeteira Bialetti/Bialetti Coffee Maker


O café é das coisas que mais sinto falta (penso que falo pelo M. Também). Não quero uma caneca gigante de café (um americano). Quero um café. Pura e simplesmente um café. E quando peço um expresso é óbvio que não é duplo, se assim fosse pedia um expresso duplo.

As minhas queridas amigas C. e M. fizeram a amabilidade de nos trazer esta maravilhosa cafeteira da Itália, e digo-vos: fizeram elas tão, mas tão, bem. Não há nada melhor que o cheiro  a café de manhã.

Aconselho-vos a comprar uma, nem que seja para usar naqueles domingos de Inverno preguiçosos, em que lá fora só chove e a cama teima em não nos largar.



__________________________________________________  English Version


Coffee is one off the things I miss the most (and I think I talk for M. too). I don´t want a giant cup of coffee (one american). I want coffee. Pure and simple coffee. And when I ask for one expresso it´s obvious is not double, otherwise I would ask for a double one.

My dear friends C. and M. where very kind and brought me this coffee maker from Italy. And let me tell you: they did very, very, well. There's nothing better than the smell off fresh coffee in the morning. 

I advise you to buy one, even if it's only for you to use it on those lazy winter sundays, where it rains outside and your bed insists on not let you go.







domingo, 16 de julho de 2017

Pão/Bolo Polaco de Sementes de Papoila / Polish Poppy Seed Bun





Este pão/bolo foi uma excelente surpresa. Tem recheio de frutas e sementes de papoila. Adorei e vou voltar a comprar de certeza.

Aqui nesta zona há uma grande comunidade de polacos o que torna a aquisição dos seus produtos muito mais fácil. Têm inclusivamente uma pequena loja com coisas muito interessantes. Em Portugal há vários mercados com produtos de leste, os quais, com tempo irei aventurar-me, quando voltar.


__________________________________________________English Version


This bread/cake was one excelent surprise. It has fruit and poppy seeds filling. I love it and I will buy again for sure.

In this area there is a lot of polish people which makes the acquisition of their products easier. They have even a small shop with lots of interesting things. In Portugal there are a few markets with east products, which in time, I will venture myself, when I return.